São Francisco do Sul - mais notícias

Comunicado sobre os medicamentos nas unidades de saúde do município

Data de inclusão: 10/09/2019 17:54
A Secretaria Municipal de Saúde trabalha com aquisição de medicamentos a partir de duas vertentes: a primeira, o consórcio Cisnordeste, modo mais econômico de aquisição de medicamentos, que acontece em parceria com outros municípios da região; e a segunda, através de Licitação própria, onde são compradas as medicações que não foram contempladas no consórcio, por frustração de lote ou desistência das empresas vencedoras; o lapso temporal existente entre uma e outra, pode, por vezes, ocasionar a redução da quantidade mínima do estoque de nosso almoxarifado, levando a fracionamento dos pedidos. Também ocorrem atrasos na entrega por parte dos fornecedores. 
 
A falta de um ou outro medicamento nas Unidades Básicas de Saúde da Família ou Farmácia básica, quando ocorre, não se dá em virtude do fluxograma estabelecido de entrega do almoxarifado para a unidade dispensadora. Para pedidos e entregas, há cronograma estabelecido anualmente e acordado entre os coordenadores, não havendo o prazo de duas semanas entre um e outro.
 
Informamos ainda, principalmente a título de acalmar a população que as utiliza, que as medicações cloridrato de sertralina e cloridrato de amitriptilina são utilizados no tratamento de doenças como depressão, ansiedade, transtornos de humor e enurese noturna (ato de urinar durante o sono); a carbamazepina é utilizada no tratamento de Epilepsia, síndrome de abstinência alcoólica e algumas neuralgias; portanto, embora indispensáveis aos tratamentos, a falta delas não leva a ocorrência de óbito por si só, não sendo estas medicações de uso vital.  Informações estas, que podem ser consultadas nas bulas contidas no site da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. 
 
Em relação ao atendimento domiciliar, todas as Unidades Básicas de Saúde da Família, contam com o serviço, tanto para pessoas com privações relacionadas a mobilidade, quanto aquelas que estão temporariamente acamadas, ou apresentem quaisquer limitação, que as impossibilite de ir a unidade de saúde, basta que o atendimento seja solicitado por telefone ou através das Agentes Comunitárias de Saúde. 
 
Por fim, quanto ao deslocamento das pessoas, ele se dá apenas quando as medicações são fornecidas pelo Estado via processo de alto custo, e por isso precisam ser necessariamente retirados na sede da Secretaria, em função da documentação exigida; para as demais, a Farmácia Itinerante, atende quinzenalmente nas unidades de saúde e fornece as medicações necessárias na proximidade da casa dos usuários do SUS.

Imagens relacionadas

Comunicado sobre os medicamentos nas unidades de saúde do município