São Francisco do Sul - mais notícias

Prefeitura busca ampliar adesão de moradores à coleta seletiva

Data de inclusão: 18/06/2019 13:51

 A trilha sonora que acompanha os caminhões anunciam a chegada do veículo que faz a coleta seletiva em São Francisco do Sul. A coleta atende toda a cidade e acontece uma vez por semana em cada localidade. Contudo, os números relacionados à adesão da população a este serviço ainda são baixos. Levantamento da Secretaria Municipal de Meio Ambiente aponta que apenas 9% dos resíduos do município são encaminhados para reciclagem.

 

O serviço é executado pela Ambiental, empresa contratada pela Prefeitura, que também realiza a coleta de lixo domiciliar. E as diferenças chamam a atenção. Em um período de um mês, enquanto as equipes recolhem 1.283 toneladas de lixo úmido da coleta domiciliar, aquele que não é separado (lixo dos banheiros, lixo da cozinha); são recolhidos 73 toneladas de lixo seco, os recicláveis. Esses números são uma média mensal excluindo os meses de dezembro e janeiro, quando o volume é maior. “Esses dados demonstram que temos um bom desafio pela frente para que mais pessoas façam a separação em suas casas. Analisando o tipo de lixo comum que temos na coleta domiciliar, percebemos que há muito resíduo reciclável que poderia ser reaproveitado”, sinaliza Luiz Weinand, gerente regional da Ambiental.

 

Todo o material coletado é destinado para cinco famílias que trabalham com segregação do material (separam e encaminham para reciclagem), gerando oportunidade de geração de renda às famílias e benefícios para o meio ambiente com a redução de resíduo disposto em aterros sanitários. A renda dessas famílias é exclusiva da reciclagem. “Eu me criei com a reciclagem. É um serviço digno. O povo de São Francisco do Sul tem que olhar mais para essa situação”, destaca Marcelo Mafra, coletor de material reciclável.

 

Em média, 3,5 toneladas diárias são destinadas para separação. Embora esse número pareça muito, ainda há um número significativo de resíduo que poderia ser reaproveitado que segue indo para aterro sanitário. “Estamos no mês dedicado às ações de conscientização em prol do meio ambiente. Um mês para mudar uma vida toda por meio das ações cotidianas e participar da coleta seletiva já é um grande passo. Convido a todos para pensar global e agir local”, destaca o secretário de Meio Ambiente, Gabriel Conorath.

 

São Francisco do Sul já deu bons passos quando o assunto é separação de resíduo. Dados do Cempre (Compromisso Empresarial para Reciclagem, entidade sem fins lucrativos), apontaram, em 2016, que apenas 18% dos municípios oferecem o serviço de coleta seletiva. O município disponibiliza, também, coleta de óleo de cozinha usado, resíduos eletrônicos, pilhas e baterias.

 

Galpão de reciclagem em curso

 

A Secretaria de Meio Ambiente lançou, em 2018, o programa Recicla São Chico com o objetivo organizar as famílias de catadores por meio de uma cooperativa, bem como a construção de galpão para segregação de resíduos recicláveis. Palestras de sensibilização tratando do tema reciclagem em diversos segmentos em nossa cidade foram realizadas envolvendo cerca de duas mil pessoas (crianças e adultos).

 

No ano de 2019, foi deliberado, pelo Conselho Municipal de Meio Ambiente, o repasse de R$170 mil para construção de um galpão para reciclagem de resíduos, que atenderá essas famílias. A iniciativa está na fase de elaboração do projeto e levantamento dos materiais que precisam ser licitados. “O trabalho que os coletores de materiais recicláveis fazem é muito importante e, em muitos casos, eles estão fazendo não só a parte deles, mas a nossa também. Precisamos mudar essa perspectiva e colaborar nessa missão de salvaguardar o meio ambiente. Esse projeto é uma forma de dar suporte às famílias que atuam nesta atividade, gerando emprego e renda também ”, diz o prefeito Renato Gama Lobo.

 

Faça a sua parte! Confira o dia em que o caminhão da coleta seletiva passa em sua casa e participe da construção de um mundo melhor:

 

Segunda-feira

Praia Grande, Prainha e Enseada (de manhã)

Enseada e Majorca (à tarde)

 

Terça-feira

Rodovia Duque de Caxias, Sandra Regina, Iperoba (de manhã)

Reta, Rocio Pequeno e Paulas (à tarde)

 

Quarta-feira

Vila da Glória (de manhã)

Cohab e Laranjeiras (à tarde)

 

Quinta-feira

Rocio Grande e Acaraí (de manhã)

Centro Histórico e Água Branca (à tarde)

 

Sexta-feira

Ubatuba, Itaguaçu (de manhã)

Capri, Forte e Sandra Regina (à tarde)

 

Sábado

Tapera, Morro Grande, Morro da Mina (de manhã)

Ervino, Miranda e Ribeira (à tarde)

 

Imagens relacionadas

Prefeitura busca ampliar adesão de moradores à coleta seletiva