São Francisco do Sul - mais notícias

Secretaria de Saúde alerta sobre a importância da vacinação contra a febre amarela

Data de inclusão: 07/02/2019 09:52
A febre amarela voltou a ser motivo de preocupação para a Secretaria de Saúde do Estado de Santa Catarina. Na última terça-feira (29), o governo do Paraná confirmou o primeiro caso de febre amarela em humano no estado, um jovem de 21 anos que não havia se vacinado. Em outubro de 2018, durante o Encontro Estadual da Vigilância da Febre Amarela, especialistas do Ministério da Saúde já alertavam sobre o risco da doença chegar a Santa Catarina. O que causa preocupação no Governo do Estado é o baixo índice de aplicação das vacinas, apenas 10% da população esperada foi vacinada.
 
Em São Francisco do Sul a situação não é menos preocupante. Desde outubro do ano passado, as vacinas contra febre amarela estão sendo aplicadas gratuitamente nas Unidades de Estratégia Saúde da Família e nas Unidades Básicas de Saúde para toda a população. Entretanto, há a preocupação com o baixo índice de vacinas aplicadas no município, já que apenas 39,05% da população, dentro da faixa etária, recebeu a dose única. A Febre Amarela é uma doença viral não contagiosa transmitida pela picada do mosquito.
 
Os principais sintomas são, em casos mais leves, o início súbito de febre, dor de cabeça, dores no corpo, fadiga, náuseas e vômitos. Em geral os pacientes melhoram após estes sintomas, mas em situações mais graves há ainda a aparência amarelada na pele e nos olhos e hemorragias internas que podem levar à falência de órgãos, como o rim. No estágio mais grave o risco de morte aumenta entre 20% e 50%, e o tratamento é sintomático, ou seja, ameniza os sintomas da doença.
 
Por isso a vacinação contra a febre amarela é tão importante. Ela está disponível em todos os postos de saúde e, desde abril de 2017, o sistema adotado no Brasil é o de dose única, apenas uma dose para toda a vida. Todas as pessoas com idade acima dos nove meses devem se vacinar. Idosos com mais de 60 anos devem consultar um médico antes de receberem a dose.
 
“A possibilidade da circulação do vírus de febre amarela em nosso município nos deixa em alerta, por essa razão estamos trabalhando a intensificação da imunização”, explica a secretária de Saúde, Nádia Raposo. É importante que a população comunique a Secretaria de Saúde caso perceba a presença de macacos mortos ou doentes, já que a estes animais avisam sobre a presença de vírus no local.
 
De acordo com a Vigilância Epidemiológica de São Francisco do Sul, além da vacina, é necessário adotar outros cuidados ambientais preventivos, tais como manter os terrenos e as ruas limpas, sem acúmulo de lixo e não deixar pontos de água parada para evitar a criação de focos do mosquito.
 
Texto: Giovana Barros - Estagiária
Revisão: Michele Fontes

Imagens relacionadas

Secretaria de Saúde alerta sobre a importância da vacinação contra a febre amarela