São Francisco do Sul - mais notícias

Nota Oficial

Data de inclusão: 17/05/2016 09:29

            A Prefeitura de São Francisco do Sul informa que, apesar de o Governo do Estado não realizar o repasse de R$ 8 milhões para a gestão do Hospital e Maternidade Municipal Nossa Senhora da Graça, agravada pela estimativa de o município acumular a perda de aproximadamente R$ 32 milhões provenientes dos royalties do petróleo nos anos de 2015 e 2016 em relação aos anos anteriores, honrará seu compromisso com a população francisquense e manterá a UPA 24 Horas do Sandra Regina e o Hospital e Maternidade Municipal Nossa Senhora da Graça funcionando e atendendo 24 horas por dia, nos sete dias da semana. Contudo, algumas medidas de economia estão sendo tomadas para que o serviço de caráter essencial seja mantido, e a população não seja afetada.
            Ao contrário do que ocorreu com o Hospital Infantil em Joinville e com outros quatro hospitais de Santa Catarina que não receberam valores do Governo Estadual e tiveram que paralisar suas internações, a Prefeitura, por intermédio do Instituto Acqua, manterá os atendimentos na UPA 24 Horas e no Hospital e Maternidade Municipal Nossa Senhora da Graça. 
            O Município e o Instituto Acqua vêm informar a população que o Hospital manterá o centro obstétrico, pronto atendimento, exames laboratoriais, raios-x e ultrassom para os pacientes internados na unidade. Cabe ressaltar que não há ninguém nos corredores e que os serviços não serão paralisados como está sendo veiculado irresponsavelmente.
            O Município lamenta que, em função dos cortes do Estado, o Instituto tenha que demitir alguns de seus funcionários. Porém, para não ter os seus serviços públicos prejudicados a administração pública está adequando as despesas às suas receitas que diminuíram em virtude dos fatos impactantes anteriormente citados. Por tais razões, a administração pública tem mantido tratativas com o Instituto Acqua e com outros fornecedores e prestadores de serviços para reduzir os valores dos gastos públicos, sem afetar a qualidade do atendimento.
            Segue em anexo o ofício do Governo do Estado de Santa Catarina com a negativa do repasse de R$ 8 milhões de reais para a manutenção do Hospital e Maternidade Municipal Nossa Senhora da Graça e da ANP referente à redução dos repasses dos royalties do petróleo.

 

Imagens relacionadas

Nota Oficial
Nota Oficial
Nota Oficial
Nota Oficial